DIREITO EMPRESARIAL E EMPREENDEDORISMO

Não importa se você é um pequeno ou grande empreendedor, um dia você certamente precisará de um advogado.

Infelizmente, muitos empresários começam um vínculo com escritórios de advocacia por causa de ações trabalhistas, empresariais, cíveis, ambientais, etc., ou seja, quando o problema já aconteceu e neste caso os valores gastos certamente serão considerados custos pois não agregam valor à empresa.

Uma assessoria, isto é, um trabalho preventivo, ao contrário do que muitos pensam, não significa custo, mas investimento.

Por meio do trabalho preventivo, realizado por profissional qualificado, a empresa economiza.  

A economia se materializa de diversas formas, como melhor aproveitamento da equipe de trabalho, por exemplo a de RH, que receberá as orientações necessárias e atualizadas para gerir as questões trabalhistas, as práticas de respeito à vasta legislação ambiental, que se não levadas a sério comprometem até o funcionamento da empresa, as questões fiscais que geram multas e problemas com a Receita, entre outras tantas.

Não se deve esquecer da imagem da empresa. Uma notícia no jornal ou nas páginas policiais pode causar graves prejuízos e mesmo que depois se comprove a inocência da empresa, a imagem já foi comprometida.

Muitos empreendedores não enxergam a necessidade de se contratar um escritório para assessorá-los porque nunca tiveram uma ação judicial e acreditam que escritórios de advocacia atuem exclusivamente em âmbito contencioso, ou seja, defendendo os interesses da companhia em processos judiciais.

Entretanto, a assessoria jurídica é prática habitual e pode atender a todas as demandas e interesses da empresa ou a parte deles, conforme interesse e necessidade do empresário.

O profissional que assessora juridicamente uma empresa consegue ter uma visão global de suas atividades e de suas necessidades e com isso oferecer as melhores alternativas para questões administrativas mais simples até assuntos complexos.

Multas ambientais, confecção ou análise de contratos empresariais, recuperação de créditos, demandas trabalhistas, planejamento tributário e ou societário, entre outras, são exemplos de atividades que, quando realizadas sem um bom acompanhamento jurídico, podem gerar grandes prejuízos ao orçamento da empresa.

Contratar um escritório de advocacia competente para prestar assessoria jurídica, garante à empresa a segurança necessária para crescer, com riscos devidamente calculados e sem sobressaltos ou desagradáveis surpresas, pois estarão tomando as melhores decisões para seu negócio amparados por informações e legislação atualizadas. É também uma forma inteligente de se evitar ao máximo as portas do judiciário, tão moroso e imprevisível.

Você já ouviu falar de compliance? Pois deveria conhecer mais sobre o assunto.

Afinal, o que vale mais para sua empresa?

Quando se fala de custos, já que o contencioso é a fase em que o problema já se instalou, as despesas com um serviço jurídico contratado às pressas tende a ser muito maior para a empresa do que o valor que ela despenderia com a assessoria jurídica permanente.  

Isso acontece porque o profissional terá menos tempo para preparar a defesa, coligir provas e documentos e outros procedimentos necessários para obter sucesso em juízo.

Para quem não sabe em que um escritório de advocacia pode atuar preventivamente, seguem alguns exemplos:

Atuação Preventiva:

Negociar dívidas com bancos e demais instituições; participar, ao lado do empresário, de negociações com outras empresas, sempre buscando obter melhores resultados; preparar contratos e analisar propostas; auditar a empresa, apontando futuros problemas jurídicos; redigir pareceres, etc.