Sustentabilidade, a importância de treinamentos aos colaboradores.

Luiz Carlos Aceti Junior[1]

Maria Flavia Curtolo Reis[2]

Lucas Reis Aceti[3]

Qualificar para diferenciar. Os treinamentos são ferramentas indispensáveis a qualquer empreendedor que queira crescer e se fortalecer no mercado.

Sua equipe e demais colaboradores precisam estar alinhadas às diretrizes da empresa. Esse alinhamento compreende não apenas a capacitação técnica, mas envolve outros critérios como o socioambiental e o de governança, atualmente denominado ESG (sigla em inglês para Environmental, Social and Governance).

Na esfera jurídica, a sustentabilidade se alicerça no cumprimento da legislação vigente do país ou do local onde a instituição atua (denominado como conformidade legal). E vai mais longe: abrange a disposição de ir além do mero cumprimento legal para buscar inovações e alternativas de transformar e melhorar o meio em que atua. Compliance, auditoria e outras ferramentas que agreguem boas práticas à equipe interna e demais colaboradores no desenvolvimento das atividades da empresa.

Mas, quem e o que treinar?

O treinamento começa no topo da administração. Disseminar a importância de se incorporar no DNA da empresa o conceito da sustentabilidade. A visão que os consumidores tem sobre aquela instituição, a coerência entre o discurso e o que realmente se faz há alguns anos era ignorada pelos investidores, agora é elemento integrante da análise e determina a disponibilidade ou não de investimento.

A equipe e colaboradores também precisam entender a importância da sustentabilidade para a harmonia entre crescimento econômico e um planeta viável. Mostrar que seguir a legislação, fazer melhor causando o menor impacto possível, vai beneficiar a todos, manter empregos, melhorar a vida das pessoas.

Há inúmeros treinamentos que podem ser realizados e atualmente uma ferramenta fantástica está à disposição para quem tem disposição de aprender: os treinamentos virtuais via WEB. Tanto empresa focando nos temas de seu interesse quanto empregados, buscando aperfeiçoamento.

Não existe sorte, o que existe é estar preparado e buscar dia-a-dia seu objetivo.

Estudo permanente deve fazer parte das rotinas diárias de cada trabalhador. Cada cidadão deve reservar ao menos 30 (trinta) minutos do seu tempo diário para os estudos que irão melhorá-lo profissionalmente e como pessoa.

Aprenda a “ter” esta rotina diária, ela é vital para seu desenvolvimento.

Vamos começar a estudar?


[1] Advogado. Pós-graduado em Direito de Empresas. Especializado em Direito Ambiental, Direito Empresarial Ambiental, Direito Agrário Ambiental, Direito Ambiental do Trabalho, Direito Minerário, Direito Sanitário, Direito de Energia, Direito em Defesa Agropecuária, e respectivas áreas afins. Mestrado em Direito Internacional com ênfase em direito ambiental e direitos humanos. Professor de pós-graduação em direito e legislação ambiental de várias instituições de ensino. Palestrante. Parecerista. Consultor de empresas na área jurídico ambiental. Escritor de livros e artigos jurídicos em direito empresarial e direito ambiental. Consultor de portal www.mercadoambiental.com.br . Sócio da ACDP www.acdp.com.br . Diretor da Aceti Advocacia www.aceti.com.br

[2] Advogada. Pós-graduada em Direito de Empresas. Especializada em Direito Empresarial Ambiental, Direito Contratual e Obrigações Financeiras. Integrante da Aceti Advocacia www.aceti.com.br

[3] Graduando em direito pela UNIFEOB. Estagiário da Aceti Advocacia www.aceti.com.br

Imagem: meramente ilustrativa

Em caso de dúvidas contate-nos.

Clique aqui para cadastrar seu e-mail e receber nossas notícias.

Para acessar a integra das Leis e Normas basta clicar aqui e acessar nossa página de legislação e normas infra legais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *